Paróquia São Francisco de Assis
 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

LITURGIA DIÁRIA

 

ACERVO

 

WEB TV

Web TV
 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
Os sete sacramentos

 
Imagem
Os sete sacramentos da Igreja expressam os sete eixos fundamentais de nossa existência
O Batismo
Celebra o nascimento, a entrada na comunidade da Igreja e incorpora-nos a Jesus Cristo. Faz-nos seus irmãos e filhos do Pai, perdoa-nos os pecados e dá força para a luta contra o mal. No Batismo a Igreja nos chama a seguir os passos de Jesus (como servos) dentro da comunidade para que, possamos lutar juntos contra o pecado.

Quando a criança nasce, ela entra numa sociedade de homens, onde o pecado é como que ‘institucionalizado’. Um mundo de ódio, corrupção, guerras, concorrência, materialismo, consumo, injustiças. O mal a rodeia, quer influenciar e arrastar essa criança, assim como a água violenta do rio arrasta suas vítimas. Este mal no mundo causado pelo pecado, chama-se pecado original.

A criança ainda não tem condições de dizer: “Quero renunciar as forças do mal, quero seguir os passos de Cristo”. Seus pais e padrinhos dizem isso por ela e, assim, assumem a obrigação de ajudar a criança a vencer o mal e de mostrar-lhe o caminho do bem.

A Eucaristia
Um ato de louvor e de agradecimento ao Pai, pelos benefícios recebidos em Cristo: comemoração, recordação eficaz do sacrifício da Nova Aliança.

É uma refeição viva de Cristo, para a caminhada e para a celebração do encontro de irmãos, sendo sinal do Reino que deve ser anunciado e construído.

O banquete Eucarístico antecipa-nos a alegria do Reino, a união, a paz com Deus e com os irmãos, a fraternidade e a partilha. Ao dizer que é o Pão da Vida, Jesus nos comunica, também, que é necessário assimilarmos o Cristo em nossa vida, fazer nosso o Seu programa de vida: doação aos irmãos, ou seja, morrermos com Cristo para podermos ressuscitar com Ele.

Em um outro âmbito faz-se necessário destacarmos que, ao celebrar a Última Ceia, Jesus quis imprimir um sentido todo especial, uma vez que estava despedindo-se do mundo como homem encarnado, mas permaneceria com os discípulos na fé e no amor. Ele disse: “Fazei isto em memória de mim”.

A Crisma
O Sacramento da Crisma celebra o “tornar-nos adultos” e acentua a ação do Espírito Santo, porque, só conseguiremos ser verdadeiros cristãos, se a força do Espírito Santo estiver em nós. Tornando-nos mais adultos, e tornando-nos, também, mais responsáveis.

E, assim, acontece na família: os filhos adultos contribuem para a vida familiar, harmoniosa; eles enquanto adultos, podem assumir maiores compromissos. E desse modo é também na Igreja: os membros adultos assumem compromisso com a comunidade; as promessas do Batismo, compromissos assumidos pelos pais e padrinhos, são confirmadas por ocasião da Crisma e passam a ser compromissos do cristão já adulto.

O dom do Espírito Santo não deve jamais ser estático, mas sim dinâmico. Assim, note-se bem que, o papel do crismado, deve ser de um membro da Igreja comprometido com a comunidade; deve ser uma verdadeira testemunha de Cristo no meio onde vive: na família, no trabalho, no mundo, colocando-se a serviço do Reino.

A Penitência
Sacramento que possibilita a volta para a comunidade que prejudicamos quando cometemos pecados.

Num primeiro momento, assumimos perante nós mesmos que cometemos alguma falta, reconhecemos que estamos arrependidos e dispostos a tentar não pecar mais. Sequencialmente, assumimos essa fata perante Deus; e com a confissão somos absolvidos de nossos pecados, por meio das autoridades do clero.

O jejum, a oração e a esmola, são formas usuais de penitência, mas que podem perder totalmente o sentido, se não estiverem vinculadas a um ato de contrição (arrependimento) verdadeiro.

A penitência permite-nos reconciliar com Deus e com a Igreja, além de trazer-nos a paz e a serenidade da consciência e a consolação espiritual.

A Unção dos Enfermos
A presença da comunidade na hora da doença, mais do que um rito, é algo que demonstra a união comunitária que Jesus almejava e tanto pregou. Através da oração cheia de fé e confiança, pede-se ao Pai pelo doente nesta hora tão difícil.

A graça especial do sacramento da Unção dos Enfermos tem como efeitos:

A união do doente com a Paixão de Cristo, para seu bem e o bem de toda a Igreja;
O reconforto, a paz e a coragem para suportar cristãmente os sofrimentos da doença ou velhice;
O perdão dos pecados, se o doente não puder obtê-lo com o elo do sacramento da Penitência;
O restabelecimento da saúde, se isso convier à salvação espiritual;
A preparação para a passagem à vida eterna.
A Ordem
Toda a Igreja é um povo sacerdotal. Graças ao Batismo, os fiéis participam do sacerdócio de Cristo. Essa participação chama-se “sacerdócio de Cristo”; sacerdócio comum aos fiéis.

Baseado nele e ao seu serviço, existe outra participação na missão de Cristo. Trata-se do ministério conferido pelo sacramento da Ordem, cuja tarefa é servir em nome e na pessoa de Cristo, no meio da comunidade.

O sacerdócio ministerial difere essencialmente do sacerdócio comum dos fiéis porque confere um poder sagrado para o serviço dos fiéis. Os ministros ordenados exercem seu serviço junto ao povo de Deus através do ensinamento do culto divino e do governo pastoral.

Desde as origens, o ministério ordenado foi conferido e exercido em três graus: o dos Bispos, o dos Presbíteros e o dos Diáconos. A Igreja só confere o sacramento da ordem aos homens batizados, cujas aptidões para o exercício do ministério foram devidamente comprovadas. Cabe à autoridade da Igreja, a responsabilidade e o direito de chamar alguém para receber as Sagradas Ordens.

O Matrimônio
A ação salvadora de Cristo está presente em todos os momentos de vida: ao nascer e crescer; na doença e na morte; está presente quando duas pessoas se amam e querem unir-se pelo casamento. O amor que nasceu, cresceu e amadureceu é abençoado e confirmado pelo sacramento do Matrimônio. Duas pessoas comprometem-se a amarem-se mutuamente e em fidelidade para a vida toda.

Esse amor será fecundo e novos seres serão acrescentados à sociedade humana e à comunidade da Igreja.

Sendo o Matrimônio um ato que traz grandes consequências para a comunidade, é concluído publicamente, diante do sacerdote, das testemunhas e da assembleia dos fiéis.

São muitas as dificuldades que as famílias encontram hoje em dia. Assim, os casais precisam da graça do sacramento do Matrimônio, para resistirem unidos. E, nesse sentido, a comunidade cristã é um grande apoio na luta contra os problemas que surgem.

Formação Canção Nova
 
 
Comentários: Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário!
Imprimir
Comentar

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

INFORMATIVO

 

NOTÍCIAS

 

WEB RÁDIO

Web Rádio
 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE

It was much more of an odd piece than a practically rolex replica sale useful one, and hence it had not received instant recognition or success. It has to be noted though that replica watches uk at the time of its creation in the middle of the 1950's intercontinental business trips were much less common than rolex replica sale they are today, which rendered this watch less desirable than its similarly expensive counterparts which were equipped with other useful complications as judged by contemporary standards. In any event the original Patek Philippe World Timer is a complicated piece unto itself. The ingenious world time disc-system was invented by Louis Cottier in 1931 was later replica watches implemented by Patek, Vacheron Constantin, Rolex, and others. As times have changed, not only did this complication rolex replica uk become one of the most popular useful functions, but the reference 2523 has also become much more appreciated among collectors, as seen by the seven figure prices these replica watches uk world timers consistently achieve at auctions.