Paróquia São Francisco de Assis
 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

LITURGIA DIÁRIA

 

ACERVO

 

WEB TV

Web TV
 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
DIAGNÓSTICO DE CÂNCER DE OVÁRIO

 
Imagem
Em geral, quando falamos de tumores ginecológicos, os primeiros cânceres que nos vêm à cabeça são o de mama e o de colo de útero. Poucas pessoas se lembram do câncer de ovário.

Esse câncer tem duas características marcantes e que necessitam de total atenção das mulheres: ele não causa sintomas quando ainda está em estágio inicial e não há um exame específico capaz de detectá-lo com precisão. Por conta desses fatores, o câncer de ovário é o tumor ginecológico que mais mata.

O que fazer, então, se é tão difícil detectá-lo? Primeiramente, segundo a oncologista Graziela Zibetti, fellow de oncoginecologia do hospital MD Anderson, em Houston, EUA, é fundamental que a mulher conheça o próprio corpo e aprenda a identificar sinais e sintomas que a princípio possam passar despercebidos.

“Se a mulher conhece um pouco sobre câncer de ovário e começa a apresentar sintomas que nunca teve, como inchaço na região abdominal, prisão de ventre, sangramentos, dor lombar e alterações no hábito intestinal, ela pode questionar o médico sobre a possibilidade de ter a doença. A partir disso, o ginecologista, que poderia nem sequer suspeitar desse diagnóstico, poderá começar a fazer uma investigação mais detalhada e levantar todo o histórico da paciente. A mensagem principal às mulheres é: Conheça seu corpo e não demore a procurar ajuda médica caso apresente sintomas”, reforça.

Ir ao ginecologista uma vez ao ano é importante, mas é necessário saber que o exame de papanicolaou não serve para detectar tumor de ovário, mas para prevenir câncer de colo de útero e outras lesões.

“Múltiplos fluxogramas e métodos de avaliação de risco de malignidade são utilizados na prática clínica. Entretanto, ainda não existem estudos que validem a ultrassonografia ou o uso de marcadores tumorais (o mais conhecido é o CA 125) como método de rastreamento de câncer de ovário”, reforça o cirurgião ginecológico Renato Moretti, do hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Por isso, há necessidade de treinamento constante por parte dos ginecologistas, que são os primeiros profissionais a lidar com os sintomas das pacientes. “Diante de alguns sinais típicos e alterações ultrassonográficas sugestivas de tumores ovarianos, a recomendação é que a paciente seja encaminhada diretamente para um profissional focado no tratamento desses tipos de tumores, como o oncologista ou cirurgião oncológico. A paciente não pode perder tempo fazendo exames desnecessários e peregrinações por vários médicos”, aponta Moretti.

Questão genética

Outro ponto que merece destaque é que cerca de 10% a 15% dos casos de câncer de ovário estão associados a mutações nos genes BRCA1 e BRCA2. Portanto, segundo a dra. Maria Nirvana Formiga, do hospital A.C. Camargo Cancer Center, em São Paulo, todas as pacientes com diagnóstico de adenocarcinoma de ovário devem ser encaminhadas para avaliação oncogenética e testadas quanto a presença de alterações em genes específicos.

“Isso serve para identificar pacientes com predisposição hereditária ao câncer, implementando políticas de prevenção aos demais membros da família.”

Além disso, é importante ter conhecimento das mutações, pois atualmente o tratamento para esses casos é diferente e inclui drogas específicas.

 
 
Comentários: Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário!
Imprimir
Comentar

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

INFORMATIVO

 

NOTÍCIAS

 

WEB RÁDIO

Web Rádio
 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE

It was much more of an odd piece than a practically rolex replica sale useful one, and hence it had not received instant recognition or success. It has to be noted though that replica watches uk at the time of its creation in the middle of the 1950's intercontinental business trips were much less common than rolex replica sale they are today, which rendered this watch less desirable than its similarly expensive counterparts which were equipped with other useful complications as judged by contemporary standards. In any event the original Patek Philippe World Timer is a complicated piece unto itself. The ingenious world time disc-system was invented by Louis Cottier in 1931 was later replica watches implemented by Patek, Vacheron Constantin, Rolex, and others. As times have changed, not only did this complication rolex replica uk become one of the most popular useful functions, but the reference 2523 has also become much more appreciated among collectors, as seen by the seven figure prices these replica watches uk world timers consistently achieve at auctions.