Paróquia São Francisco de Assis
 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

LITURGIA DIÁRIA

 

ACERVO

 

WEB TV

Web TV
 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
Uma mensagem para 2017, ano da Virgem Maria

 
Imagem
Saiba qual é a mensagem que podemos acolher para 2017, neste ano consagrado a Virgem Maria.
O ano de 2017 é muito sugestivo para retirarmos dele uma mensagem que diz respeito a nós e a Virgem Maria, que neste dia primeiro é celebrada sob o título de Mãe de Deus. Em 2017, celebramos o Ano Nacional Mariano, instituído pela CNBB, que teve como inspiração os 300 anos do encontro da imagem milagrosa de Nossa Senhora da Conceição Aparecida nas águas do Rio Paraíba do Sul, na atual cidade de Aparecida-SP.

Em 1917, duzentos anos depois do encontro da imagem, em Portugal, que tem como padroeira Nossa Senhora da Conceição, aconteceram aparições da Virgem Maria, sob o título de Nossa Senhora do Rosário. A coincidência das datas e o fato das duas nações serem consagradas a Nossa Senhora da Conceição nos mostram que há um vínculo espiritual entre os países. Além disso, havia na época um vínculo político entre ambos, pois o Brasil fazia parte do Reino de Portugal. Isso reforça a ideia de que a Providência divina uniu esses países através da Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe.

A mensagem de Nossa Senhora Aparecida
O encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição, há 300 anos, foi providencial para aqueles pescadores, que tinham recebido ordens de pegar peixes para um grande banquete, que seria servido para Dom Pedro de Almeida e Portugal, o então Conde de Assumar, que na época era também o Governador da Província de São Paulo e Minas Gerais. Certamente que aqueles homens estariam em maus lençóis se não apanhassem os peixes. Então, a Virgem Maria manifestou-se a eles através da pequena imagem enegrecida, encontrada em suas redes. Os pescadores encontraram primeiro a cabeça e depois, ao lançarem novamente as redes, o corpo. Depois, sucedeu-se a conhecida pesca milagrosa, na qual os pescadores lançaram poucas vezes as redes e pescaram tantos peixes que suas canoas quase viraram[2].
Algum tempo depois, quando a pequena imagem da Virgem Aparecida já estava sendo venerada em uma capela, aconteceu o milagre de Zacarias, o escravo fugitivo, que capturado pelo seu feitor, pediu para entrar na capela onde se encontrava a imagem. Com o consentimento do capataz, o escravo entrou na capela e, ao levantar os braços, as cadeias, que estavam firmemente presas aos seus membros, caíram milagrosamente. O feitor, vendo que se tratava de um milagre, libertou imediatamente o escravo[3]. Como recordação desse fato, as correntes do escravo Zacarias estão até hoje no museu do Santuário Nacional de Aparecida[4].
A libertação desse escravo foi o prenúncio da libertação de todos os escravos, que foi concedida através da Lei Áurea, assinada pela Princesa Isabel, que era devotíssima de Nossa Senhora Aparecida. Uma prova disso é que, em 1868, a Princesa doou uma coroa de ouro para a imagem da Virgem da Conceição. Essa coroa permanece até hoje no museu do Santuário[5].
Muitos são os milagres atribuídos a Nossa Senhora Aparecida, que acontecem até nossos dias. Neste Ano Nacional Mariano, em que celebramos o tricentenário do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, somos chamados a redescobrir a importância da Santíssima Virgem para nossa sociedade, para nossas famílias.

A mensagem de Nossa Senhora de Fátima
As aparições de Nossa Senhora aos três pastorinhos de Fátima foram marcadas primeiramente por grandes prodígios, como o milagre do sol, que aconteceu diante de milhares de pessoas, inclusive repórteres[6]. Mas, o grande milagre, que aconteceu primeiro em Fátima e se espalhou por todo o país, foi a conversão do povo português.
A conversão do povo começou com a conversão dos pastorinhos: Lúcia, Francisco e Jacinta. Os três eram apenas crianças e não cometiam grandes pecados. Mas, também não eram as pessoas mais fervorosas de sua comunidade. Depois da aparição do Anjo da Guarda de Portugal e das aparições de Nossa Senhora, as três crianças se converteram e assumiram uma vida de oração, penitência e sacrifício quase que desumana, especialmente para três crianças. Mas, a Providência divina havia escolhido aquelas crianças para ser sinal da obra que a Virgem de Fátima realizaria em todo povo de Portugal. Nossa Senhora foi instrumento para que o comunismo não entrasse no país e se conservasse o “dogma da fé”[7].
A partir de Portugal, com a ajuda dos três pastorinhos, Nossa Senhora espalhou pelo mundo o espírito de oração, especialmente do Santo Rosário, de penitência e de sacrifício. Além disso, a então Irmã Lúcia propagou a devoção dos cinco primeiros sábados, em reparação ao Imaculado Coração de Maria, e a consagração ao Imaculado Coração. Pela Providência divina, essas devoções chegaram ao Brasil e crescem a cada dia.

A mensagem para o Ano Nacional Mariano
Depois de conhecermos as histórias de Aparecida e Fátima, separadas no tempo por 200 anos, vemos que realmente existe um vínculo espiritual que une Brasil e Portugal. Sendo assim, neste Ano Mariano, podemos olhar para a história dos 300 anos de Aparecida e dos 100 anos de Fátima e vislumbrar uma mensagem de Nossa Senhora para 2017.
Somos chamados a pensar na figura do escravo e perceber que Nossa Senhora quer nos libertar de uma escravidão muito pior, que é aquela que nos submetemos por causa do pecado. Por causa deste, tornamo-nos escravos não de um senhor feudal, mas dos demônios. E é exatamente dessa escravidão que a Santíssima Virgem quer nos livrar.
A mensagem de Fátima nos ajuda a compreender que a devoção a Virgem Maria é o instrumento que a Providência divina enviou para nos livrar de outra escravidão: os erros do comunismo[8]. Em primeiro lugar, isso aconteceu em Portugal, mas, se perseverarmos, acontecerá também em nosso país.
Em nossos dias, as nuvens negras do aborto, da ideologia de gênero, da destruição das famílias, espalhadas pelos esquerdistas, assombram o nosso país. Mas, se assumirmos o espírito de oração, penitência e sacrifício; se praticarmos a devoção dos cinco primeiros sábados, em reparação ao Imaculado Coração de Maria; e se nos consagrarmos ao seu Imaculado Coração, podemos ter esperança de nos livrar desses males, ou, pelo menos, diminuir as suas influências em nossa sociedade.
Assim, entremos em 2017 – que está marcado pelo Ano Nacional Mariano, pelos 300 anos de Aparecida e pelos 100 anos de Fátima – com a firme resolução de nos libertar do pecado, que nos torna escravos de Satanás, e de assumir uma terna devoção a Nossa Senhora. Dessa forma, certamente 2017 será um ano abençoado, no qual presenciaremos muitos milagres, conversões e libertações, como aconteceu em 1717, em Aparecida, e em 1917, em Fátima.

Ó Virgem Maria, Mãe de Deus, rogai por nós!
 
 
Comentários: Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário!
Imprimir
Comentar

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

INFORMATIVO

 

NOTÍCIAS

 

WEB RÁDIO

Web Rádio
 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE

It was much more of an odd piece than a practically rolex replica sale useful one, and hence it had not received instant recognition or success. It has to be noted though that replica watches uk at the time of its creation in the middle of the 1950's intercontinental business trips were much less common than rolex replica sale they are today, which rendered this watch less desirable than its similarly expensive counterparts which were equipped with other useful complications as judged by contemporary standards. In any event the original Patek Philippe World Timer is a complicated piece unto itself. The ingenious world time disc-system was invented by Louis Cottier in 1931 was later replica watches implemented by Patek, Vacheron Constantin, Rolex, and others. As times have changed, not only did this complication rolex replica uk become one of the most popular useful functions, but the reference 2523 has also become much more appreciated among collectors, as seen by the seven figure prices these replica watches uk world timers consistently achieve at auctions.