Paróquia São Francisco de Assis
 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

LITURGIA DIÁRIA

 

ACERVO

 

WEB TV

Web TV
 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
Cajazeiras acolheu com festa a chegada de seu 8º pastor

 
Imagem
Uma grande e calorosa acolhida foi preparada para receber o novo bispo da Diocese de Cajazeiras (PB). Dom Francisco de Sales Alencar Batista foi nomeado pelo Santo Padre no mês de junho passado, e desde então a Diocese que estava vacante desde setembro de 2015, quando o Papa Francisco acolheu a renúncia de Dom José González Alonso, começou a se preparar na expectativa deste grande dia. A programação de acolhida iniciou bem cedo e teve pontos estratégicos de participação ativa do povo e das paróquias que estavam no início do território diocesano. Às 8h da manhã, todo o povo reunido no Distrito de Balanço (divisa entre os Estados da Paraíba e Ceará), aguardavam a vinda do novo bispo. Tendo chegado no local, foi recebido pelo bispo emérito de Cajazeiras, Dom José González, pelo Monsenhor Agripino (administrador diocesano) e demais padre presentes, como por uma aglomeração de fieis. Em um carro preparado, a comitiva seguiu até o município de Cachoeira dos Índios onde foi acolhido com uma bela cerimônia de cunho cultural, com cordéis, danças e músicas típicas da região. Em seguida no interior da Matriz de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, o Padre Walter Anacleto dirigiu sua fala de acolhida e presenteou o bispo com alguns objetos. Ao término, Dom Francisco também dirigiu aos presentes a sua alocução tratando de “alguns amores” que com a sua missão, pretende que toda a diocese retome em sua pratica pastoral como o amor a Deus, amor à Igreja, amor aos pobres, amor ao serviço e amor a Maria. Concluiu o momento abençoando todo o povo. Um segundo ponto preparado foi na entrada da Cidade de Cajazeiras quando uma cavalgada aguardava a chegada do pastor. Um momento rápido para remontar à chegada do primeiro bispo de Cajazeiras, Dom Moises Coelho, que chegou no território diocesano montado a cavalo. Adiante, já na Paróquia de São João Bosco, a cerimónia civil estava preparada afim de que as autoridades civis e constituídas do município pudessem receber e delegar alguns símbolos ao novo bispo de Cajazeiras. Na ocasião, o bispo recebeu das mãos do Poder Executivo as chaves de acesso à Cidade de Cajazeiras e após ouvir os devidos discursos das autoridades, o bispo também proferiu a sua mensagem seguida de mais uma bênção.

O trajeto teve sua continuidade com o bispo em um carro aberto (espécie de bispo-móvel) possibilitando que o mesmo tivesse uma visão da cidade e do povo que o acompanhavam ou que o acolhiam nas calçadas durante o percurso até a Catedral diocesana. Chegando na Catedral, uma grande porção do povo de Deus o aguardava de frente a sacada do Palácio Episcopal, lugar que foi preparado para a fala do novo pastor, algo semelhante ao Ângelo do Papa Francisco que profere uma reflexão dominical do Evangelho da janela do seu apartamento no Vaticano. Dom Francisco ali refletiu sobre a passagem bíblica (Lucas 22, 27) que fundamenta o seu lema episcopal “SICUT QUI MINISTRAT” (Como aquele que serve). No seu discurso, Dom Francisco pediu aos presentes que o ajudasse nessa nova missão e que para isso será preciso conjugar alguns verbos, que estão escritos na gramática do passo e do compasso deste chão sertanejo e diocesano, recomendando ao povo que quando o bispo faltar com o serviço, seja feita as devidas correções fraternas. Terminado este momento, a janela da sacada episcopal foi fechada e o bispo seguiu para uma coletiva de imprensa no interior do Palácio.

As 17h, no interior da Catedral Nossa Senhora da Piedade, aconteceu a Solene Eucaristia e Posse Canônica de Dom Francisco de Sales. A celebração inicialmente foi presidida por Dom Fernando Saburido, arcebispo metropolitano de Olinda e Recife e presidente do Regional Ne2 da CNBB. Também estavam presentes cerca de 16 bispos do mesmo regional, o Clero diocesano de Cajazeiras e alguns padres de outras dioceses vizinhas, um número expressivo de religiosos e religiosas e uma multidão de fiéis vindos de todas as paróquias da Diocese de Cajazeiras.
Fotos:
Comentários: Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário!
Imprimir
Comentar

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

INFORMATIVO

 

NOTÍCIAS

 

WEB RÁDIO

Web Rádio
 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE

It was much more of an odd piece than a practically rolex replica sale useful one, and hence it had not received instant recognition or success. It has to be noted though that replica watches uk at the time of its creation in the middle of the 1950's intercontinental business trips were much less common than rolex replica sale they are today, which rendered this watch less desirable than its similarly expensive counterparts which were equipped with other useful complications as judged by contemporary standards. In any event the original Patek Philippe World Timer is a complicated piece unto itself. The ingenious world time disc-system was invented by Louis Cottier in 1931 was later replica watches implemented by Patek, Vacheron Constantin, Rolex, and others. As times have changed, not only did this complication rolex replica uk become one of the most popular useful functions, but the reference 2523 has also become much more appreciated among collectors, as seen by the seven figure prices these replica watches uk world timers consistently achieve at auctions.