Paróquia São Francisco de Assis
 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

LITURGIA DIÁRIA

 

ACERVO

 

WEB TV

Web TV
 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
Mais de 16.500 voluntários vão atuar na JMJ 2016

 
Imagem
Depois dos poloneses, o maior número de voluntários é da América do Sul, especialmente do Brasil

Luciane Marins
Da Redação

“É impossível preparar um grande evento sem voluntários, porque eles são uma das partes mais importantes da JMJ.” Quem afirma é a polonesa Marzena Wójcicka, coordenadora internacional do voluntariado da JMJ 2016, que acontecerá em Cracóvia, Polônia, de 26 a 31 de julho. Marzena, que também é voluntária, tem sob sua responsabilidade coordenar mais de 16 mil pessoas que se inscreveram para trabalhar no evento.

Os voluntários de longo prazo, que atuarão pelo período de um ano, são 54, provenientes de 22 países. Já os de curto prazo, que servirão durante as duas últimas semanas de julho, são 16.500. Depois dos poloneses, o maior número de voluntários é da América do Sul, especialmente do Brasil.

Eles vão atuar em diversas áreas, desde comunicação a atividades administrativas, como a logística do evento. Em todos os lugares onde os peregrinos estiverem, os voluntários estarão prontos para ajudar, como nos aeroportos, pontos de ônibus e estações de metrô, pontos de informação, alojamentos e locais de translado.

Marzena acredita que o trabalho como voluntário é uma grande possibilidade de experimentar Deus na comunidade de jovens de diferentes países, línguas e culturas.

“É experimentar o que significa estar na Igreja e descobrir que nunca estamos sozinhos no nosso caminho de fé. Além disso, por meio do serviço, podemos receber muito mais do que esperávamos.”

Essa não é a primeira vez que Marzena faz a experiência de ser uma voluntária na JMJ. Ela já esteve no Brasil durante o evento no Rio de Janeiro em 2013. “Foi uma das mais belas experiências, mudou muito a minha vida.”

Os voluntários internacionais serão recebidos pelos poloneses nos aeroportos e principais estações de ônibus e metrôs em Cracóvia. Haverá uma Missa de boas-vindas e um treinamento especial para eles a partir do dia 18 de julho.

Marzena explica que não há mais a possibilidade de ser um voluntário nesta jornada, pois o prazo de inscrição já terminou. No entanto, ela deixa o convite para que as pessoas participem como peregrinos.

Espiritualidade dos voluntários

Os voluntários têm uma preparação espiritual além dos treinamentos específicos diante de cada atividade a ser realizada.

Uma vez por semana, eles participam de uma Missa pela manhã e de um momento de adoração à noite. Na presença do Santíssimo Sacramento, os voluntários buscam fortalecer os corações diante das adversidades e dos desafios que podem enfrentar durante os preparativos da Jornada Mundial da Juventude.

Todos os dias, às 12h e às 15h, eles fazem uma pausa nas atividades para um momento de oração. Ao meio-dia, rezam o Angelus e a oração oficial da JMJ Krakow 2016; às 15h, rezam o terço da Divina Misericórdia.

Papa João Paulo II sobre o voluntariado

São João Paulo II, idealizador da JMJ, enviou, em 2001, uma mensagem aos voluntários do mundo inteiro, na conclusão do ano que a ONU dedicou ao voluntariado. Ele explicou que o voluntário sente uma alegria, que é muito maior do que a ação realizada, quando consegue oferecer algo de si próprio, gratuitamente, aos outros.

“Precisamente por isso, o voluntariado constitui um fator peculiar de humanização: graças às diversas formas de solidariedade e de serviço que promove e concretiza, torna a sociedade mais atenta à dignidade do homem e às múltiplas expectativas.”

Segundo o Papa, o voluntário faz a experiência de que é só por meio da dedicação ao próximo que a criatura humana realiza plenamente a si mesma.
Comentários: Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário!
Imprimir
Comentar

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

INFORMATIVO

 

NOTÍCIAS

 

WEB RÁDIO

Web Rádio
 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE

It was much more of an odd piece than a practically rolex replica sale useful one, and hence it had not received instant recognition or success. It has to be noted though that replica watches uk at the time of its creation in the middle of the 1950's intercontinental business trips were much less common than rolex replica sale they are today, which rendered this watch less desirable than its similarly expensive counterparts which were equipped with other useful complications as judged by contemporary standards. In any event the original Patek Philippe World Timer is a complicated piece unto itself. The ingenious world time disc-system was invented by Louis Cottier in 1931 was later replica watches implemented by Patek, Vacheron Constantin, Rolex, and others. As times have changed, not only did this complication rolex replica uk become one of the most popular useful functions, but the reference 2523 has also become much more appreciated among collectors, as seen by the seven figure prices these replica watches uk world timers consistently achieve at auctions.