Paróquia São Francisco de Assis
 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

LITURGIA DIÁRIA

 

ACERVO

 

WEB TV

Web TV
 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
Brasil é o 3º país das Américas em morte de homens por álcool

 
Imagem
Segundo relatório da OPAS, o Brasil é o terceiro país das Américas com mais mortes de homens causadas pelo álcool

Da redação, com ONU Brasil

A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) publicou neste mês um relatório onde o Brasil aparece como o terceiro país das Américas com mais mortes de homens causadas pelo álcool. Segundo o relatório, 73,9 homens a cada 100 mil habitantes morreram por causa do álcool em 2010; entre as mulheres foram 11,7 a cada 100 mil habitantes e a 11º colocação no ranking.

O Relatório Regional sobre Álcool e Saúde nas Américas examina os padrões e as consequências do consumo de álcool na região e avalia os progressos realizados desde a promulgação do Plano de Estratégia Global e Ação Regional para Reduzir o Uso Nocivo do Álcool.

Entre suas conclusões, indica que o consumo médio de álcool nas Américas é maior que no resto do mundo. Em particular, as taxas de episódios de consumo excessivo (ECE) de álcool têm subido nos cinco últimos anos, de 4,6 para 13,0% entre as mulheres e de 17,9 para 29,4% entre os homens.

Ele aponta que o álcool causou mais de 300 mil mortes nas Américas em 2012, um número que excede toda a população de muitos países do Caribe, sendo a cirrose a maior causa delas tanto em homens quanto em mulheres. Em média, o álcool levou a cerca de uma morte a cada 100 segundos nas Américas em 2012.

No Brasil, em 2010, a taxa de mortes atribuíveis ao álcool (ou seja, que ocorreram porque o álcool estava envolvido) foi de 11,7 a cada 100 mil habitantes entre as mulheres e 73,9 entre os homens, representando, respectivamente, uma queda de cerca de 5% e um aumento de mais 20 em relação a 1990. A Venezuela lidera entre os homens e a Argentina entre as mulheres.

O estudo também aponta o consumo de álcool per capita (APC) para avaliar quanto de álcool está sendo consumido no país. O APC é a divisão da quantidade de álcool vendida em um determinado país pelo tamanho de sua população de maiores de 15 anos. No Brasil a taxa entre os homens é de 13,6 (7º do ranking) e 4,2 entre as mulheres. Granada apresenta as maiores taxas de APC nos dois grupos.

O álcool é, segundo o relatório, o maior fator de risco entre adolescentes entre 15 e 19 anos, superando, por exemplo, o uso de drogas. Cerca de 14 mil mortes de crianças e jovens com menos de 19 anos de idade nas Américas foram atribuídas ao álcool em 2010. De acordo com um estudo do Instituto de Metrologia da Saúde e Avaliação (IHME), o Brasil tem a maior taxa de mortes atribuídas ao álcool entre este grupo.
Comentários: Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário!
Imprimir
Comentar

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

INFORMATIVO

 

NOTÍCIAS

 

WEB RÁDIO

Web Rádio
 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE

It was much more of an odd piece than a practically rolex replica sale useful one, and hence it had not received instant recognition or success. It has to be noted though that replica watches uk at the time of its creation in the middle of the 1950's intercontinental business trips were much less common than rolex replica sale they are today, which rendered this watch less desirable than its similarly expensive counterparts which were equipped with other useful complications as judged by contemporary standards. In any event the original Patek Philippe World Timer is a complicated piece unto itself. The ingenious world time disc-system was invented by Louis Cottier in 1931 was later replica watches implemented by Patek, Vacheron Constantin, Rolex, and others. As times have changed, not only did this complication rolex replica uk become one of the most popular useful functions, but the reference 2523 has also become much more appreciated among collectors, as seen by the seven figure prices these replica watches uk world timers consistently achieve at auctions.