Paróquia São Francisco de Assis
 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

LITURGIA DIÁRIA

 

ACERVO

 

WEB TV

Web TV
 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
Menina apedrejada após culto é recebida por Dom Orani

 
Imagem
A menina ‪Kailane‬ Campos, de 11 anos, que foi atingida por uma pedrada na cabeça após culto de candomblé é recebida pelo cardeal Orani Tempesta

Da redação, com Arquidiocese do Rio

O arcebispo do Rio, cardeal Orani João Tempesta, recebeu na manhã desta sexta-feira, 19, a menina ‪Kailane‬ Campos, de 11 anos, que foi atingida por uma pedra, na cabeça, no último domingo, 14, quando saía de um culto do candomblé.

No encontro, o cardeal expressou sua solidariedade e reafirmou sua abertura ao diálogo com outras religiões. Representantes da Comissão Arquidiocesana de Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso, e da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa também participaram da reunião, além da avó de Kailane, Kátia Marinho, que acompanhava a menina quando ela foi apedrejada.

“A Igreja Católica sempre esteve aberta ao diálogo inter-religioso e já há muito tempo, desde que cheguei aqui no Rio, temos tido muitos encontros. A Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013), por exemplo, também foi um belo e grande momento de partilhas com as religiões. E quando vemos que a nossa cidade começa a dar sinais de intolerância religiosa, de não mais aceitar o outro, isso nos causa uma grande preocupação”, afirmou o cardeal.

Dom Orani disse a Kailane, à avó, e aos outros, que a postura cristã é de quem acredita que todos são criados por Deus e cada um tem a sua dignidade.

“Somos pessoas humanas, chamados a viver respeitando-nos mutuamente independente de etnia, religião e ideologia. Enquanto alguém que se preocupa com o diálogo inter-religioso conclamo a sociedade para que veja que aqui, no Rio de Janeiro, a cultura sempre foi de entendimento, fraternidade e compreensão. Que possamos conviver cada um respeitando a condição do outro”, exortou o arcebispo do Rio.

Nas redes sociais, os internautas elogiaram a atitude do arcebispo. “Parabéns à Arquidiocese do Rio, na pessoa de nosso arcebispo, dom Orani Tempesta, por essa iniciativa. Que o Espírito Santo continue a iluminá-lo neste caminho de solidariedade e tolerância. Minha solidariedade aos que professam outro credo que não o nosso, mas que têm na paz e na solidariedade com o outro, sua profissão de fé”, disse Jandira Gomes de Azevedo.

Outra internauta, Vânia Mousinho, considerou “muito louvável” a atitude de Dom Orani. “É necessário trabalharmos contra a intolerância religiosa não só no Brasil mas também em outros países. ‘Amar a Deus sobre todas as coisas e ao teu próximo como a ti mesmo'”.
Comentários: Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário!
Imprimir
Comentar

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

INFORMATIVO

 

NOTÍCIAS

 

WEB RÁDIO

Web Rádio
 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE

It was much more of an odd piece than a practically rolex replica sale useful one, and hence it had not received instant recognition or success. It has to be noted though that replica watches uk at the time of its creation in the middle of the 1950's intercontinental business trips were much less common than rolex replica sale they are today, which rendered this watch less desirable than its similarly expensive counterparts which were equipped with other useful complications as judged by contemporary standards. In any event the original Patek Philippe World Timer is a complicated piece unto itself. The ingenious world time disc-system was invented by Louis Cottier in 1931 was later replica watches implemented by Patek, Vacheron Constantin, Rolex, and others. As times have changed, not only did this complication rolex replica uk become one of the most popular useful functions, but the reference 2523 has also become much more appreciated among collectors, as seen by the seven figure prices these replica watches uk world timers consistently achieve at auctions.