Paróquia São Francisco de Assis
 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

LITURGIA DIÁRIA

 

ACERVO

 

WEB TV

Web TV
 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
Aumenta número de brasileiros com excesso de peso

 
Imagem
Pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde nesta quarta (15/04) revela que mais da metade da população brasileira está acima do peso.

A Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) avaliou os hábitos de 40.853 pessoas durante 9 anos, entre 2006 e 2014. O índice de pessoas acima do peso subiu 23% nesse período: de 43% em 2006 para 52,5% em 2014. O número de obesos hoje representa 17,9% da população, contra 11,8% em 2006. Os dados foram coletados nas 26 capitais brasileiras e no Distrito Federal.

Os homens representam a maioria dos casos de sobrepeso: 56,5% da população, enquanto 49,1% é de mulheres. Os jovens registram a menor prevalência de excesso de peso: na faixa etária dos 18 aos 24 anos, 38% da população está acima do peso, enquanto na faixa dos 45 aos 64 anos, esse índice salta para 61%.

Foi possível observar, também, que quanto menor o índice de escolaridade, maior o número de pessoas com excesso de peso. Entre os que estudaram até 8 anos, o índice é de 22,7%. Entre os que estudaram 12 anos ou mais, a porcentagem é de 12,3%.

A pesquisa ressalta, ainda, que a obesidade é o principal fator de risco para doenças crônicas, como hipertensão arterial, diabetes, doenças cardiovasculares e câncer. No Brasil, essas doenças respondem por 72% das mortes.



Melhora nos hábitos



No entanto, as notícias não são apenas ruins. O brasileiro se exercita mais hoje do que há 6 anos. Em 2009, apenas 29,9% das pessoas faziam a quantidade de exercício físico recomendada pela OMS (150 minutos semanais). Em 2014, esse número passou para 35,3%, representando um aumento de 18%.

A notícia é boa, visto que o sedentarismo é o quarto maior fator de risco de mortalidade global.

Os homens são mais ativos do que as mulheres: 41,6% contra 30%. Os jovens também se exercitam mais que os mais velhos.

O consumo de frutas e hortaliças também aumentou: 36,5% das pessoas consomem esses alimentos cinco vezes por semana ou mais. Contudo, o índice cai para 24,1% quando se considera a quantidade recomendada pela OMS (5 porções ou mais por dia, o que representa 400g por dia).

O consumo de carnes com excesso de gorduras, doces e refrigerantes também diminuiu, enquanto o consumo de sal continua alto: 12 gramas por dia (o recomendado é duas vezes menos que isso).

Apesar da melhora nos hábitos alimentares e do aumento da atividade física, 16,2% da população substitui o almoço ou o jantar por lanche 7 dias da semana ou mais.
Comentários: Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário!
Imprimir
Comentar

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

INFORMATIVO

 

NOTÍCIAS

 

WEB RÁDIO

Web Rádio
 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE

It was much more of an odd piece than a practically rolex replica sale useful one, and hence it had not received instant recognition or success. It has to be noted though that replica watches uk at the time of its creation in the middle of the 1950's intercontinental business trips were much less common than rolex replica sale they are today, which rendered this watch less desirable than its similarly expensive counterparts which were equipped with other useful complications as judged by contemporary standards. In any event the original Patek Philippe World Timer is a complicated piece unto itself. The ingenious world time disc-system was invented by Louis Cottier in 1931 was later replica watches implemented by Patek, Vacheron Constantin, Rolex, and others. As times have changed, not only did this complication rolex replica uk become one of the most popular useful functions, but the reference 2523 has also become much more appreciated among collectors, as seen by the seven figure prices these replica watches uk world timers consistently achieve at auctions.